10 coisas assustadoras que você pode encontrar na Amazônia

A Amazônia é linda, e é a maior floresta tropical do mundo. Entretanto, em toda sua vastidão, escondem-se animais extremamente perigosos, que você nunca vai querer encontrar, bem como outras ameaças. Nessa lista você vai conhecer 15 coisas perigosas que você pode encontrar na Amazônia.

Sucuri-verde

Piranha-vermelha

Você pode encontrar esse peixe “simpático” nas águas da Amazônia com bastante facilidade. Ao contrário do que muitos pensam, a menos que você esteja lidando com um cardume faminto, você pode até mesmo nadar com as piranhas.

A má fama das piranhas remete à visita do ex-presidente americano Theodore Roosevelt ao Brasil, em 1913. Na ocasião, em uma tentativa de impressionar o presidente, uma parte do rio foi bloqueada, fazendo com que as piranhas ficassem mortas de fome, e comessem qualquer coisa que aparecesse na frente. No caso, foi uma vaca, que foi atirada à sua sorte e acabou devorada pelos peixes.

 Tarântula

As tarântulas encontradas na Amazônia estão entre as maiores do mundo, mas a boa notícia é que elas não costumam atacar seres humanos sem motivo. Entretanto, você não gostaria nem um pouco de ameaçá-las ou incomodá-las. Elas são venenosas, e sua mordida pode causar dores que duram dias. Além disso, as tarântulas podem arremessar pequenos “pelos” de fibra de vidro diretamente nos seus olhos. Esse é um dos mecanismos de defesa com o qual as tarântulas se defendem de ameaças.

 Pirarucu

Esse é o maior peixe de água doce do mundo, e pode ser encontrado na Amazônia. Ele pode chegar a até 200kg, e mede cerca de 4,5 metros. Além do seu tamanho avantajado, esse animal se defende com escamas mineralizadas, que o protege de piranhas, por exemplo.

Curiosidade: Alguns coletes à prova de balas utilizam as escamas do piracuru, por conta da sua resistência. Outro detalhe curioso sobre esse peixe é que ele pode respirar fora da água – e é justamente desta forma que muitos pescadores caçam o animal.

 Centopeia Gigante da Amazônia

Tudo nessa centopeia é assustador. A começar pelo tamanho: essas criaturas podem alcançar 30 centímetros de comprimento. Elas se alimentam de ratos, pequenas cobras, sapos, pássaros e animais semelhantes. Novamente, o lado bom é que elas não costumam atacar seres humano, desde que não sejam provocadas. E você não vai querer provocá-las: o veneno dessas centopeias faz com que você sinta uma dor terrível, além de febre e fadiga.

Poraquê

Esses peixes podem alcançar quase 3 metros de comprimento, mas o mais curioso é que são capazes de liberar um choque elétrico quando querem atacar uma presa. A descarga pode chegar a 300-650 volts. Eles dificilmente o atacarão sem que sejam incomodados, mas você definitivamente não vai querer tentar a sorte se encontrar um desses. Os poraquês podem abater animais bem maiores, como crocodilos, por exemplo.

Tubarão-cabeça-chata

De acordo com alguns especialistas, esse tubarão é um dos mais perigosos do mundo, e é um dos únicos capazes de viver em água doce. Eles podem nadar distância incrivelmente longas, e alguns tubarões desse tipo já foram encontrados até mesmo nos Estados Unidos. O tubarão-cabeça-chata ainda não está ameaçado de extinção, mas infelizmente sofre com a caça predatória por parte de seres humanos, que buscam sua carne, óleo e escamas.

Jacaré-açu

Esse é um dos maiores crocodilos encontrados na Amazônia, e pode chegar a 6 metros de comprimento. Trata-se de um dos maiores predadores de toda a floresta, e se alimenta de peixes, cervos, e demais animais de pequeno, médio ou grande porte. Não é incomum que animais desse tipo ataquem pessoas que atravessam o Rio Amazonas.

 Pacu

Esses animais podem ser assustadores, principalmente por possuírem dentes que se assemelham a dentes humanos. No entanto, eles se alimentam praticamente apenas de nozes e frutas. Eles atacarão um ser humano apenas para se defender, assim como a maioria das criaturas listas aqui. Uma curiosidade é que nos Estados Unidos você pode criar pacus em casa, como animais de estimação.

 Formiga cabo-verde

Tudo bem, “é apenas uma formiga”, você pode pensar. Você tem razão. Essas formigas podem não ter o poder de lhe matar, mas você sofrerá muito caso uma dessas criaturas decidir lhe atacar.

Algumas tribos locais costumam usar essas formigas em rituais de iniciação, onde os futuros guerreiros são obrigados a suportar a dor da picada desses ainsetos.