Bebê nasce com 19 semanas, e o que acontece quando a mãe o coloca em seu peito é de partir o coração

Essa mulher não poderia estar mais feliz por estar esperando uma criança. Tudo estava correndo dentro do normal, e os exames médicos indicavam que seu filho estava bem de saúde. Mas, de repente, essa mãe se sentiu mal e teve que dar à luz. Seu bebê nasceu com 19 semanas…

Alexis Fretz sentiu uma dor aguda e começou a se esvair em sangue. A mulher chamou seu médico e foi de urgência para o hospital. As notícias não eram nada animadoras: as contrações de Lexi haviam começado, e apesar de estar grávida há apenas 19 semanas, ela não tinha outra escolha senão dar à luz.

Quando o pequeno Walter chegou a esse mundo, as chances de ele sobreviver eram praticamente nulas. Então, Alexis aproveitou todos os escassos momentos de sua vida para lhe dar muito carinho. “Ele nasceu às 9:42 da tarde e foi entregue a mim assim que seu cordão foi cortado. Eu estava chorando tanto nesse momento, mas ele era perfeito. Ele estava totalmente formado e tudo estava lá, eu podia ver seu coração batendo em seu pequeno peito”, escreve Alexis em seu blog.

“Joshua e eu o abraçamos e choramos por ele, olhando para nosso filho perfeito e minúsculo. As enfermeiras e o médico nos deixaram ter algum tempo privado junto com ele”. Mas Walter não tinha muitas forças para continuar vivendo.

Então, seu pai Joshua lhe disse olá e adeus… Ele segurou gentilmente seu filho e o colocou em seu peito, onde ele iria ficar para sempre mesmo depois de partir: no seu coração!

Em seguida, a irmã mais velha do bebê insistiu em dizer adeus. As lágrimas escorriam por suas bochechas, mas ela estava agradecida por ter tido aquele momento com seu irmãozinho.

Embora o tempo de Walter na Terra tivesse sido muito curto, a família se sentiu grata por compartilhar conhecer o minúsculo anjo. Alexis está incrivelmente grata ao pessoal do hospital, que foram muito compreensivos com toda a situação.

“Eu não posso agradecer o suficiente ao médico e às enfermeiras que estavam lá comigo. Nunca mencionaram a palavra feto. Eles oraram comigo, choraram comigo e estavam lá para todas as minhas necessidades. Mesmo em um tempo de tanta dor, senti-me amada por todos eles”, escreve a mãe.

Não podemos imaginar o quão difícil deve ser dizer adeus a um filho pouco tempo depois de o conhecer. Mas ao menos esse bebê sentiu amor e carinho antes de partir desse mundo… e isso é algo que não tem preço. Descanse em paz, Walter!

Compartilhe essa história para prestar homenagem à memória desse pequeno anjo!