Brasileiro Encontra A Cura Do Câncer, Mas Estaria Sendo “Impedido” De Registrar O Medicamento

A cura do câncer é algo almejado por pessoas de todo o mundo. A doença infelizmente ainda tem uma alta taxa de mortalidade. Recentemente um professor aposentado da USP chamado Gilberto Orivaldo Chierice veio a público para mostrar a sua raríssima e importante descoberta, a tão esperada e sonhada cura dessa maldita doença. Ele passou 20 anos de sua vida desenvolvendo a fosfoetanolamina sintética, uma substância que tem a capacidade de infiltrar-se no organismo como parte de nosso corpo, sinalizando um ataque de células cancerígenas ao sistema imunológico. Segundo Gilberto em um período de apenas 6 e 8 meses, o tumor pode desaparecer por completo, graças ao composto desenvolvido por ele, que seria tomado por forma oral. Infelizmente o professor aposentado enfrenta dificuldade para registrar o produto, mas vem oferecendo o tratamento gratuitamente em sua cidade, São Carlos, no interior de SP, com grande aceitação de pacientes.


O professor garante que, aproximadamente, 10 mil pessoas por mês receberam o tratamento gratuito com as cápsulas. “Nos últimos tempos nós fazíamos cerca de 50 mil cápsulas por mês. Isso equivale, a 60 para cada pessoa, a 800 pessoas ou próximo de mil pessoas por mês. Agora, quantas pessoas foram beneficiadas, não sou capaz de dizer, porque muitas delas, que eram pacientes terminais, estão aí, vivas. Então não sei dizer quantas pessoas foram curadas”, disse ele em entrevista ao portal G1.