Cadela abandonada por família se recusa a deixar seu cobertor

Antes de uma família se mudar do bairro de Dallas, eles colocaram o lixo e os pertences indesejados no beco atrás da casa. Infelizmente, uma coisa que eles não queriam mais era seu cachorro. Então eles deixaram ela e seu cobertor na rua.

No dia de Ano Novo – um dia depois da desaparição da família do cachorro – Marina Tarashevska, co-fundadora do Dallas DogRRR , foi passear em seu bairro e descobriu o cão abandonado agarrado ao cobertor.

“Estava muito frio e chuvoso, e a cadela estava deitada em seu cobertor – e ela não iria deixá-lo”, Patti Dawson, diretor executivo da Dallas DogRRR, disse ao The Dodo. “Eu acho que ela ainda estava pensando que sua família voltaria. Ela estava nesse estágio de ‘só vou esperar aqui. Isso é familiar. ‘”

Depois de falar com os vizinhos preocupados e conhecer a história triste da cachorra, Tarashevska tentou resgata-la. Mas não foi fácil.

Sempre que Marina se aproxima desse cobertor, ela foge“, disse Dawson.

Depois que Tarashevska recuou, a cachorra sempre voltava para o cobertor, o que dava uma ideia a Tarashevska. Agora, a cada vez que a cachorra fugia, Tarashevska puxava o cobertor pelo beco em direção a sua própria casa.

Depois de fazer isso por cerca de uma hora, o cobertor – e a cadela- chegou ao quintal de Tarashevska.

E Tarashevska conseguiu agarrar a cadela e levá-la para a segurança de um canil.

A cadela, agora chamada Camilla, estava aterrorizada.

“Ela basicamente estava enrolada em uma bola na parte de trás do caixote”, disse Dawson. “Você poderia tocá-la, mas ela estava congelada de medo. Não faria contato visual, manteve a cabeça baixa. Se você chegasse perto dela, ela colocaria a cabeça na parte de trás do canil, como: ‘Não olhe para mim, não faça contato visual comigo, não me toque. Fique longe.’”

Tarashevska também pôde ver que Camilla tinha feridas recentes no pescoço e nas orelhas – por isso imediatamente levou Camilla ao veterinário.

“O veterinário disse que era um colar embutido, o que significa que ela provavelmente foi mantida do lado de fora”, disse Dawson. “A única outra coisa em que pensamos foi que um cachorro entrou em uma briga com ela quando ela saiu. Há muitos animais na rua por aí, e talvez eles tenham brigado por causa de comida. ”

Camilla fez uma cirurgia no pescoço e está a caminho da recuperação. Não apenas fisicamente, mas também emocionalmente.

Recuperação

“Ela está indo muito bem”, disse Dawson. “Sua personalidade está lentamente saindo, e ela está começando a confiar.”

Camilla agora está morando em um lar temporário, onde ela está recebendo muito amor e atenção. E Camilla está se tornando um cão completamente diferente.

“Agora ela está sentada e você pode ver um olhar diferente em seu rosto”, disse Dawson. “Ela está realmente procurando sua mãe adotiva agora, enquanto antes, ela não estava fazendo nada disso.”

“Ela está começando a se aconchegar e vai encostar a mão para fazer você acariciá-la”, disse Dawson. “Então ela está procurando a atenção agora, o que é enorme. Eles disseram que ela brincou com seu primeiro brinquedo no outro dia.

Camilla vai ficar em um orfanato um pouco mais para que ela possa continuar a se curar. Mas logo estará pronta para adoção.

“Não sabemos o que ela passou antes de pegá-la”, disse Dawson. “Vai levar tempo para ela perceber que está em um ambiente seguro. Mas ela está lentamente chegando.

Fonte: The Dodo