Ela tirou uma selfie com a amiga antes de matá-la, mas um detalhe a traiu

“A canadense Cheyenne Rose Antoine foi condenada pelo assassinato de Brittney Gargol, depois que a polícia descobriu que ela tinha a arma do crime em uma foto que ela enviou para o Facebook.  O incidente ocorreu há dois anos, quando Brittney foi encontrada morta com sinais de estrangulamento em um depósito de lixo em Saskatoon, no oeste do Canadá.

 

Cheyenne tornou-se suspeita porque, horas antes da morte de sua amiga de 18 anos, ela tirou uma selfie com ela e postou no Facebook. A imagem chamou a atenção dos investigadores por um detalhe contundente: ela estava usando o cinto que havia sido encontrado perto do corpo de Brittney.

 

No julgamento, Cheyenne, de 21 anos, confessou que na noite do assassinato estava alterada e atacou a amiga estrangulado Britney. Ela acrescentou que elas discutiram e que estavam bêbadas.

De acordo com os relatos, as amigas saíram de um bar e iam para a casa de outro amigo. Mas no meio do caminho acabaram brigando e ela pegou o cinto e estrangulou a amiga.

 
Cheyenne foi condenada a 7 anos de prisão por homicídio culposo. “Eu nunca vou me perdoar. Nada que eu diga ou faça traga de volta. Eu sinto muito, muito … Isso nunca deveria ter acontecido “, disse ela em uma declaração lida por seu advogado.

 

Confira a foto em que ela entregou que era a assassina da amiga, postada no Facebook: