Esta história que viralizou mostra os perigos da automedicação

Vamos ser sinceros, quem nunca tomou um remédio sem prescrição, a automedicação que poderia ser um alívio dos sintomas, pode trazer consequências mais graves do que se imagina.

O uso de medicamentos indevidos podem agravar uma doença, esconder determinados sintomas. Se for antibióticos, a atenção deve ser sempre redobrada, pois podem aumentar a resistência de micro-organismos, deixando mais complicada a cura.

Essas postagens de uma pessoa que tomou medicamento sem consultar o médico, rendeu meio milhão de compartilhamentos no Facebook, sobre uma pessoa que se automedicou e teve consequências graves.

Fernando, a pessoa que fez a postagem,  explica que fez a postagem para alertar o uso “abusivo e contínuo” de um relaxante muscular para tirar dores.
Ele alerta que é super fácil comprar o remédio sem receita.

O abuso do remédio fez  Fernando sofrer perigo de vida, teve um princípio de infarto, e quase perdeu a função renal, pois prejudicou o funcionamento dos rins.

Na bula do Torsilax tem a indicação da  ingestão do medicamento,  que seria um comprimido a cada 12 horas, mas Fernando tomava de quatro em quatro horas.

Sempre é recomendado ler na bula, quais são os problemas causados e outras recomendações médicas, mas as pessoas não tem esse costume. O principal é só tomar remédios por recomendação do médico,  não é mera formalidade, é sério!

De acordo com uma pesquisa do Instituto de Ciência Tecnologia e Qualidade (ICTQ), mais de 70% dos brasileiros tem o hábito de se automedicar. Como podem ver, Fernando não é o único, muito cuidado pessoal!