Fecharam o pior zoológico do mundo. E assim estavam os animais

O zoológico que a ONG Quatro Patas disse ser o pior do mundo foi finalmente fechado. O zoológico Khan Younis , localizado na Faixa de Gaza, mantinha animais vivos e mortos que coexistiam em condições terríveis. Muitos deles estavam morrendo de fome e, até recentemente, o local parecia uma representação de extermínio do qual o homem é capaz, com leões, tigres, macacos, crocodilos, porcos-espinhos e outras espécies mumificadas em seus claustros.

Ali viviam cerca de 15 animais que coexistiam com outros animais mortos.


Os animais – que originalmente eram em 200 – estavam morrendo lentamente devido às duras condições em Gaza.

Seu proprietário, Mohammed Awaida, deu os últimos espécimes vivos à ONG Quatro Patas, para mandarem os animais para santuários no exterior.

Entre os animais resgatados, eles encontraram macacos, um pelicano, um emu e um porco-espinho.
Alguns deles foram movidos para Israel e Jordânia.

Mas Laziz, o último tigre de Gaza, fez uma viagem mais longa: seu destino era a África do Sul.