Piada do dia: traição é explicada no paraíso.

Um dia, quando o céu começou a ficar um pouco cheio demais, São Pedro decidiu deixar entrar apenas pessoas que o faziam rir. Um homem chegou aos portões do céu e Pedro lhe disse: “Tudo bem, meu amigo, você só poderá entrar se me fizer rir. Diga-me como você morreu.”

O homem parou por um momento e então disse: “Ah, foi terrível. Eu tinha certeza que minha mulher estava me traindo. Então, eu saí bem cedo do trabalho e fui para casa para pegá-la no flagra. De fato, eu a encontrei pelada na cama. Eu revirei o apartamento inteiro, mas não consegui encontrar o Ricardão, então eu fui até a varanda (nós morávamos no 10º andar) e lá estava ele!
Ele estava pendurado na varanda pelos dedos. Eu corri para dentro, peguei um martelo e bati nas mãos dele. Por fim, ele soltou, mas acabou caindo em um arbusto. Então, eu voltei para dentro, peguei a geladeira e a joguei da varanda. Ela caiu em cima do amante e o matou. Mas por causa de todo esse ato com a geladeira, eu acabei tendo um infarto e morri.”



São Pedro não segurou uma risadinha e acabou deixando o homem entrar. Então, um outro homem chegou e São Pedro lhe disse o mesmo. Assim, o homem lhe contou como morreu:

“Foi terrível, São Pedro. Eu estava fazendo yoga na minha varanda, no 11º andar, quando um pássaro apareceu do nada e me assustou tanto que eu caí. Eu ainda consegui me segurar na varanda do andar de baixo, mas veio um maluco e começou a martelar meus dedos. Por sorte, eu caí em um arbusto, mas o desgraçado jogou uma maldita geladeira em cima de mim!”

São Pedro riu mais uma vez e deixou o segundo homem entrar. Muito feliz com sua nova política, ele fez o mesmo desafio ao terceiro homem que chegava. Ele então respondeu:

“Ah, você não vai acreditar, São Pedro”, disse o homem. “Eu estava me escondendo pelado em uma geladeira, quando de repente…”