Um casal rico ‘ri’ de uma família pobre no mercado. O que essa mulher fez irá te deixar em lágrimas

Nem sempre quando vamos ao mercado encontramos os caixas a nossa disposição, completamente vazios. Às vezes, precisamos ficar um tempo na fila, e ter paciência quando alguém acaba se enrolando ou com o cartão, ou com outra coisa.

Nem todas as pessoas têm habilidade de mexer com algumas coisas, como por exemplo, saber como funciona um cartão de crédito, ou um cupom de descontos. E, nem são obrigadas a saber tudo que a nova tecnologia surge, ainda mais quando são pessoas de mais idade.

Lindsay Rae estava na fila esperando para ser atendida, e atrás dela um casal bem vestido, e mais outras pessoas. A próxima que seria atendida era uma senhora que estava na companhia de 5 crianças. Duas estavam agasalhadas naquele dia e bem vestidas, já as outras 3 crianças estavam vestindo calções e chinelos naquele dia frio.

Lindsay percebeu que a senhora estava bastante enrolada querendo usar um cartão de desconto para compras de alguns agasalhos, meias e roupas íntimas.

Por estar um pouco demorado, o casal que estava atrás de Lindsay começou a reclamar e criticar a mulher que não conseguia passar o cartão de cupom de desconto que era dado pelo governo.

A senhora bem vestida, falou para o marido: ‘nossos impostos são dados para esse tipo de gente’. E continuando, questionou se as crianças seriam de pais diferentes.

Observando a senhora enrolada com as crianças, Lindsay Rae resolveu oferecer ajuda, e perguntou se poderia auxiliá-la a como usar o cupom.

Depois de ter explicado como a senhora deveria usar o cupom, Lindsay perguntou se as crianças eram dela. E então teve a resposta mais linda que poderia ouvir:

‘Sou uma mãe nova de acolhimento. Está e a minha primeira vez que estou usando um destes cupom. Essas 3 crianças chegaram há 3 dias e precisam de roupas novas de frio, pois não tem nada.’

Assim que terminou a compra, ela pegou casa casaco e deu às crianças e foram embora.

Com um nó na garganta, Lindsay não aguentou e virando-se para o casal atrás falou:

“Aquelas crianças? Eles perderam o direito de viver com os pais há apenas dias. Aquelas roupas? Provavelmente a única roupa que elas têm ou puderam pegar ao sair de casa. AQUELA mulher? Abriu seu lar para as crianças, crianças que precisavam de um lugar seguro para ir quando o que elas viviam já não era seguro o bastante para elas. Os cupons de desconto são algo com que o setor de saúde e bem estar ajuda uma mãe de duas crianças a agora alimentar três novas bocas’.

E continuando, ela disse:

‘Não existe mulher ou gente suficiente no mundo como ela’, pausou, e com bastante raiva e sentindo-se extremamente irritada com o comportamento do casal, ela gritou:

‘E ATÉ MESMO SE aquelas crianças fossem todas dela, e ela tivesse uma dúzia de pais e usasse cupuns de desconto, nenhuma criança neste país ou em qualquer outro merece passar frio ou fome. Me desculpem, mas o vosso comportamento? Péssimo, péssimo DEMAIS’.

Que lição em!

Depois disso, os novos ‘amigos’ de Lindsay acabaram saindo da fila e foram para outro caixa.

Essa história nos mostra que, nunca devemos julgar as pessoas pelo que vemos de primeiro momento. Aquela mulher com várias crianças era na verdade uma mãe de acolhimento e que estava fazendo o bem para crianças que não tinham mais esperanças…