Um menino com síndrome de Down arriscou a própria vida para salvar duas desconhecidas

Coragem não tem sexo, etnia, religião, ideia política e nem se deixa impedir por uma deficiência. Ajudar os outros é um instinto natural, mas nem todo mundo tem. Não é incomum em situações de emergência, quando alguém precisa de ajuda, que muitas pessoas fiquem de braços cruzados, fazendo de conta que não estão vendo.

Felizmente, existem aqueles que escolhem fazer a diferença, um deles é Valerio Catoia, um herói “especial”.

O jovem com síndrome de Down recebeu em março de 2018 a nomeação de Cavalheiro da República Italiana por seu admirável altruísmo. O episódio em questão aconteceu em julho de 2017, quando o menino estava na praia de Sabaudia, na costa do Lácio, junto com seu pai aproveitando um dia normal de sol e mar. De repente, eles foram atraídos pelos gritos de duas irmãs de 10 e 14 anos que pediam ajuda porque a corrente as estava levando.



Sem hesitar por um momento, Valerio se jogou na água, alcançando o menor, enquanto seu pai levava a outra para um lugar seguro. Valerio é um excelente nadador, de modo que depois de muitos treinamentos ele pôde participar das Olimpíadas de Natação Especial. Ao colocar em prática as manobras aprendidas no curso de resgate, Valerio conseguiu trazer a criança de volta à praia.

Enquanto isso, seu pai recuperou sua irmã mais velha. Os salva-vidas chegaram imediatamente, mas felizmente Valerio e seu pai já tinham evitado o perigo, colocando em risco suas próprias vidas para salvar as das duas garotas.

A notícia do gesto extraordinário de Valerio tem circulado pelo mundo movendo muitas pessoas e fazendo-as pensar sobre o que significa ser “normal”. Para o rapaz, que tinha apenas 17 anos na época, fazer a parte dele quando alguém precisou de socorro foi uma coisa absolutamente “normal”.

Um ensinamento que muitos devem tomar como exemplo, deixando que o primeiro instinto de proteção para com os outros sempre prevalecer sobre o medo e a desconfiança. Apenas pense que quando uma pessoa precisa de ajuda, essa pessoa poderia ser você.